Subestação de Energia Elétrica

 

ImageO fornecimento de energia sem interrupções depende da integridade dos equipamentos da subestação. Estes equipamentos são silenciosos em seu funcionamento e não emitem sinais avisando a presença de defeitos.

A inexistência de um plano regular de manutenção, conservação e ajuste é a certeza de que surpresas acontecerão acompanhadas de danos e falta de energia por tempo indeterminado, geralmente naquele momento que mais precisamos. 

Portanto, para proteger os seus clientes de surpresas desagradáveis, mas preservando a sua produção e assegurando gastos menores e previsíveis, a ENGELCAMP faz:

  • Manutenção em todos os dispositivos de subestações de até 230 KV
  • Ensaios elétricos para identificação do estado interno dos equipamentos
  • Aferição de dispositivos de proteção
  • Reparos e reformas
  • Termovácuo                                   
  • Secagem a vácuo
  • Secagem com nitrogênio

 

Serviços indispensáveis na manutenção da Subestação

 

  • Limpeza geral da subestação

    A confiabilidade do fornecimento de energia elétrica depende da limpeza e do estado de conservação da subestação. O excesso ou acúmulo de poeira nos contatos e conexões elétricas provoca problemas no isolamento dos equipamentos, levando ao desgaste prematuro e à queima dos mesmos.

 

  • Verificação de trincas em isoladores

    Os isoladores são elementos sólidos dotados de propriedades mecânicas capazes de suportar os esforços produzidos pelos condutores. Eletricamente, exerce a função de isolar os condutores, submetidos a uma diferença de potencial em relação a terra ou em relação a um outro condutor de fase. Este tipo de equipamento não tem capacidade de se recuperar após a ocorrência de solicitação que supere as suas características fundamentais. Esses isolamentos quando submetidos, por exemplo, a um processo de sobtensão, ficam vulneráveis à ocorrência de descargas parciais, que danifica toda a sua estrutura física ao longo de um determinado período, o que resulta nas perdas de suas qualidades dielétricas.

 

  • Efeito da Umidade, Gases Atmosféricos e Poluentes Urbanos

    A umidade, os gases naturais da atmosfera e os poluentes urbanos são os principais elementos existentes no meio ambiente que podem atuar nocivamente sobre a conexão elétrica.
    A combinação química desses agentes com os diferentes materiais presentes na conexão pode provocar sua deterioração, que será evidenciada pela ocorrência de oxidação e/ou corrosão da mesma.
    Em termos práticos, as conexões sofrem mais freqüentemente a ação de duas modalidades de corrosão: a eletrolítica ou galvânica e a de fendas, além dos efeitos da poeira ou poluentes sólidos em suspensão no ar.

 

  • Influência da poeira

    Um outro elemento existente no meio ambiente e que também interfere negativamente no desempenho da conexão elétrica é a poeira ou pó em suspensão no ar, seja ele de origem industrial ou urbano. 
    Esse pó, que consiste de minúsculas partículas sólidas em suspensão no ar, quando existe em quantidade excessiva no meio ambiente onde se localiza a conexão e, principalmente, se for de origem industrial, pode aderir à sua superfície, isolando-a termicamente e prejudicando a dissipação do calor gerado na mesma, ainda mais se a rede for solicitada plenamente, em termos de carga elétrica.

 

  • Medição de Temperatura dos Equipamentos da Subestação

    Com o termômetro de mira laser, podemos identificar alvos à distância. Mudanças na temperatura de equipamentos elétricos significam problemas. 
    Esta medição de temperatura pode detectar falhas elétricas e evitar as custosas paradas não programadas.

 

  •  Importância do reaperto das conexões dos equipamentos da subestação de energia elétrica

    As conexões elétricas, depois de instaladas nos circuitos e submetidas ao regime de trabalho normal, estão sujeitas a sofrer, devido à influência da ação nociva de alguns elementos gerados pelo próprio homem.
    A ação desses agentes externos, aliadas à passagem da corrente elétrica, implica em solicitações de cunho termo-elétrico e mecânico da conexão. Isto pode afetar, em maior ou menor escala, o desempenho da mesma, em função da concepção de seu projeto, da qualidade de seu material e acabamento e da maneira pela qual foi instalada na rede, com reflexos na qualidade de serviços da Empresa.
    Dentre os elementos presentes no meio ambiente que podem influenciar o desempenho das conexões elétricas, destacam-se os seguintes:

 

  • Variação da temperatura ambiente 

    Unidade, gases naturais da atmosfera e/ou gases poluentes de áreas industriais

 

  • Efeito da Variação da Temperatura

    A variação da temperatura ambiente ao longo do dia (períodos diurno e noturno) e em diferentes estações do ano (inverno/verão), conjugada com diferentes ciclos de carga elétrica através da conexão, resulta em variações cíclicas da temperatura de trabalho da mesma.

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s